Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Hospital lotado

Foi ontem inaugurado pelo secretário de Estado da Saúde, Francisco Ramos, mas está em funcionamento há duas semanas e a lotação praticamente esgotada. O Hospital de S. Martinho, unidade privada construída em Campo, Valongo, representa um investimento de cerca de 16 milhões de euros.

24 de Maio de 2008 às 00:30
Hospital lotado
Hospital lotado

Ontem foram também assinados com a Administração Regional de Saúde (ARS) e Segurança Social os protocolos que traduzem a cedência de 32 camas para Cuidados Continuados, sendo que 16 se destinam a longa duração e a outra metade a curta duração.

'Sorte' foi o que desejou Francisco Ramos ao conselho de Administração da PMV-Policlínica SA, detentora do hospital, relevando, todavia, na sua intervenção, o papel de prestador de serviços de saúde primordial por parte do Estado. O governante sublinhou a importância das novas 32 camas de Cuidados Continuados, embora tenha admitido que esta rede está apenas a pouco mais de 15 por cento das necessidades, situação 'que só deverá ser debelada dentro de dez anos'.

Agostinho Branquinho, consultor da administração, relevou o facto de se tratar de 'um projecto privado, mas com consciência social', pelo que a nova unidade deverá servir a população da região.

O Hospital de S. Martinho, de seis pisos, começou a ser construído em 2003. Conta com 19 especialidades clínicas, possui três salas de cirurgia e 26 quartos com capacidade para 57 camas.

'Uma unidade onde foram assumidas prioridades de alta tecnologia, humanização e recursos humanos de qualidade', assegurou ainda Agostinho Branquinho.

O director clínico do hospital é o António Pereira Magalhães, que já dirigiu o serviço de Urgência do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia e presidiu ao Conselho de Administração do Hospital Padre Américo, Vale do Sousa. A gestão do Hospital de S. Martinho é presidida pelo administrador da empresa, Joaquim Teixeira.

PORMENORES

CAMAS COM INTERNET

Cada cama do hospital está equipada com um computador que permite o acesso à internet, televisão, videochamadas e telefone. Através deste mesmo cockpit, os médicos e enfermeiros têm acesso em tempo real aos registos clínicos dos seus pacientes.

TECNOLOGIA

O Hospital de S. Martinho assume-se como unidade com novas soluções de saúde, quer ao nível de diagnóstico quer do tratamento, e a mais moderna e mais bem apetrechada em termos de equipamento e tecnologia hospitalar.

CUIDADOS DE SAÚDE

O hospital dispõe de internamento com Cuidados Continuados de média e longa duração, e Cuidados Agudos, destinados a doentes cirúrgicos provenientes, essencialmente, dos blocos operatórios.

 

Ver comentários