Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Infarmed gasta 800 mil € a viajar

Oitocentos e dois mil euros foi a despesa dos técnicos da Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (Infarmed) em deslocações em serviço no estrangeiro durante 2010 e entre Janeiro a Setembro de 2011, segundo informações da base de dados do Governo. Os destinos dos colaboradores daquele organismo variam entre Cabo Verde, Malásia, Índia, Estados Unidos da América, Brasil, Guatemala e várias cidades europeias.

2 de Novembro de 2011 às 01:00
Autoridade Nacional do Medicamento é instituto público
Autoridade Nacional do Medicamento é instituto público FOTO: Jorge Paula

Segundo os dados do Governo, as viagens em serviço dos funcionários do Infarmed representaram em 2010 uma despesa que ascende a 513 mil euros, enquanto nos primeiros nove meses de 2011 essa despesa foi de 288 mil euros. A justificação das deslocações em serviço dos técnicos do Infarmed é mais detalhada em 2011 do que em 2010.

Bruxelas, Londres, Paris e Estrasburgo são os destinos mais visitados pelos técnicos do Infarmed. No entanto, os técnicos marcam ainda presença em cidades como Varsóvia, Basileia, Istambul, Genebra, Viena, Berlim, Nice (Europa), S. Francisco e Chicago (EUA). As despesas são díspares. Uma formação em Londres, para dois participantes, durante cinco dias, custou 2699 euros, enquanto a presença de dois técnicos num congresso em Estrasburgo custou 2934 euros. A ida de um técnico durante quatro dias a Paris custou 1674 euros.

DESPESAS SÃO REEMBOLSADAS

A Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (Infarmed), liderada por Jorge Torgal, justifica a deslocação dos técnicos com a participação em grupos de trabalho que têm "reuniões em Londres (onde está sediada a Agência Europeia do Medicamento), Bruxelas (Comissão Europeia) e Estrasburgo (Parlamento Europeu e Conselho da Europa). Outros grupos de trabalho reúnem-se nos países que acolhem a Presidência do Conselho da União Europeia e existem reuniões que podem ter lugar por todo o Mundo. O Infarmed salienta que o "valor despendido na maioria das deslocações em serviço é reembolsado ao Infarmed pelas entidades que as promovem" e que não recebe verbas do Orçamento do Estado.

DESPESAS INFARMED SAÚDE
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)