Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Infecção duplica custos de Saúde

As "infecções duplicam os custos hospitalares", revela o relatório divulgado pela Direcção-Geral da Saúde, ‘Vigilância das Infecções em Local Cirúrgico’. Na análise dos custos, o trabalho revela que é na cirurgia do cólon que se verificam os maiores gastos associados à infecção. Atingem, em média, mais 68 mil euros por doente.

6 de Outubro de 2012 às 01:00
Na cesariana, 17,9 por cento das infecções são consideradas muito graves
Na cesariana, 17,9 por cento das infecções são consideradas muito graves FOTO: Getty Images

Das 2779 cirurgias do cólon realizadas entre 2000 e 2010, houve infecção do local cirúrgico em 291 casos, ou seja, 10,5% do total. Por norma, os doentes têm alta nove dias depois de realizada a cirurgia do cólon, contudo, verificada a infecção, o doente precisa, em média, de mais 12 dias de internamento. Por dia, estes doentes custam 5664,6 euros, cada um.

Sublinha o relatório, que a probabilidade de morrer dos doentes que contraem uma infecção hospitalar duplica. Assinala ainda que 17,9% das infecções que ocorrem nas cesarianas são consideradas das mais graves.

Após a cesariana, a mulher com infecção só tem alta passados oito dias. Sem infecção, essa alta é passada ao fim de três dias. O custo da diária por cesariana é de 871,5 euros. A fim de combater as infecções, o relatório recomenda que as equipas de controlo da infecção registem todas as ocorrências.

INFECÇÃO SAÚDE CIRURGIAS OPERAÇÕES
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)