Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

IPO de Lisboa não vai ter plantação de canábis e defende mais estudos

Francisco Ramos, presidente do IPO, destacou a saída de 15 enfermeiros desde o início do ano.
19 de Março de 2018 às 08:39
Francisco Ramos
Presidente do IPO Lisboa, Francisco Ventura Ramos
Francisco Ramos
Presidente do IPO Lisboa, Francisco Ventura Ramos
Francisco Ramos
Presidente do IPO Lisboa, Francisco Ventura Ramos
O administrador do Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa, Francisco Ramos, pede mais estudos sobre o uso de canábis para fins terapêuticos e rejeita que o hospital venha a ter uma plantação. 

"Nunca vamos ter nenhuma plantação de canábis no IPO", disse o responsável, destacando ainda a falta de autonomia da unidade para contratações.

"Estamos parados em termos de contratação, o que começa a causar situações muito complicadas", referiu, destacando a saída de 15 enfermeiros desde o início do ano.
Francisco Ramos Instituto Português de Oncologia IPO Lisboa saúde
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)