Jornalista que fez apelo contra vacinas morreu de gripe A

Comentadora da Fox News, a conservadora de 26 anos foi encontrada sem vida em casa, nos Estados Unidos.
05.01.19

Bre Payton, uma jornalista norte-americana defensora do movimento antivacinação, morreu a 28 de dezembro em San Diego, nos EUA, vítima de gripe A agravada por uma meningite. Comentadora do canal de televisão Fox News, a morte da conservadora de 26 anos está a provocar uma acesa polémica.

Isto porque Bre era uma convicta apoiante de Trump e as suas opiniões vistas como radicais levaram a que as reações à sua morte por parte de parte da imprensa americana exaltaram algumas das afirmações mais polémicas que fez na Fox e enquanto editora do site Federalist.

Uma dessas afirmações foi uma publicação no Twitter, datada de 2011 (quando Bre tinha apenas 19 anos), em que dizia que as vacinas "são o diabo", em reação a uma campanha de vacinação em curso na Califórnia, onde vivia.




Os seus amigos e familiares lamentam que a sua morte esteja agora a ser politizada e garantem que Bre nunca mais se voltou a pronunciar publicamente sobre vacinas.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
Comentário mais votadoEscreva o seu comentário
  • De José Botas05.01.19
    A estupidez e a ignorância fizeram mais uma vitima.Lamentavel é ninguém aprender nada com tudo isto.
2 Comentários
  • De Manuel05.01.19
    As estupidezes pagam-se caro!
    Responder
     
     0
    !
  • De José Botas05.01.19
    A estupidez e a ignorância fizeram mais uma vitima.Lamentavel é ninguém aprender nada com tudo isto.
    Responder
     
     0
    !