Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Jovem de 16 anos é favorita ao Nobel da Paz

A um dia de ser anunciado o vencedor do Nobel da Paz, são vários os candidatos que se perfilam à sua conquista. Entre eles está uma jovem paquistanesa de 16 anos, tida como favorita. O número de nomeados é já um recorde.
10 de Outubro de 2013 às 02:21
Caso Malala seja a vencedora, será a mais jovem laureada com o Nobel
Caso Malala seja a vencedora, será a mais jovem laureada com o Nobel FOTO: Luke MacGregor / Reuters

A paquistanesa Malala é apontada por vários especialistas como a provável vencedora do prémio Nobel da Paz. A jovem sobreviveu a um disparo, há um ano, no qual a bala lhe acertou na cabeça. A paquistanesa tornou-se numa figura mundial, símbolo do direito das mulheres à educação perante o extremismo religioso.

O diretor do Instituto de Investigação sobre a Paz de Oslo (Prio), Kristian Berg Harpviken afirmou que a atribuição do prémio à jovem reforçaria “o papel da educação, em particular das raparigas e das mulheres, na paz, democracia e direitos humanos”.

Contudo, a idade de Malala poderá mesmo afastá-la do prémio. Segundo especialistas, os 16 anos de Malala poderão impedir a sua vitória. “Impor isto a uma criança poderá não ser ético”, afirmou Tilman Bruck, diretor do Instituto Internacional de Investigação sobre a Paz de Estocolmo (Sipri). O jornalista norte-americano Scott London vai mais longe e afirma que a escolha da jovem paquistanesa “será controversa e que se arrisca-se a colocar o Comité em cheque, depois de várias decisões infelizes, como o presidente Obama [2009] e a União Europeia” (2012). Caso Malala ganhe, tornar-se-á na laureada mais jovem de sempre.

GINECOLOGISTA CONGOLÊS TAMBÉM É FAVORITO

Outro candidato, já habituado às nomeações, que surge em boa posição de ganhar o Nobel da Paz é o ginecologista Denis Mukwege. Nascido na República Democrática do Congo, o médico cuida todos os anos de milhares de raparigas e mulheres violadas, usadas como arma de guerra por diversos grupos armados. Denis Mukwege foi alvo de uma tentativa de homicídio em outubro de 2012.

ATIVISTAS RUSSOS SÃO POSSIBILIDADE

Os activistas russos Liudmila Alexeeva, Svetlana Gannuchkina e Lilia Chibanova, a par da ONG Memorial, são, igualmente, fortes candidatos. A forte repressão que se sentiu na Rússia, no ano passado, coloca-os em boa posição.

FARC E GOVERNO COLOMBIANO PODEM SURPREENDER

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) e o governo colombiano também surgem como uma hipótese para a conquista do prémio. Caso acontecesse, o prémio servirá para premiar o esforço de ambas as partes para pôr fim ao conflito na Colômbia.

DECISÃO É ANUNCIADA NA SEXTA-FEIRA

A decisão do Comité será anunciada na sexta-feira às 11h00 (10h00 em Lisboa), numa conferência de imprensa transmitida na internet em http://www.nobelprize.org/.

Ponto alto da época Nobel, a lista de candidatos a este prémio é longa e altamente secreta. Há 50 anos que a lista dos possíveis vencedores é mantida em segredo, dando azo a diversas especulações. A lista de 2013, com 259 pessoas e organizações, é já um novo recorde: é a maior lista de nomeações de sempre.

O prémio Nobel consiste numa medalha de ouro, acompanhada de um diploma e um cheque de 920 mil euros. O Nobel da Paz é o único que se anuncia fora de Estocolmo, por decisão do fundador dos prémios, o sueco Alfred Nobel, uma vez que à data a Noruega fazia parte do Reino da Suécia.

Malala Nobel da Paz prémio Paquistão
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)