Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Ladrões roubam carro e abandonam cadela

Animal estava no interior da viatura que foi furtada por grupo.
Paula Gonçalves 13 de Novembro de 2019 às 01:30
Cadela regressou a casa, em Vale de Cambra, após reencontrar os donos
Cadela regressou a casa, em Vale de Cambra, após reencontrar os donos FOTO: Direitos Reservados
Ritinha, uma cadela com 12 anos, acompanhava os donos, de Vale de Cambra, em todas as viagens que faziam. Numa deslocação a Coimbra, no dia 1, o animal ficou no interior do carro.

A viatura foi furtada e Ritinha abandonada pelos assaltantes, a 97 quilómetros de casa. Ao longo de uma semana, o animal vagueou pela cidade, enquanto os donos, desesperados, fizeram "mais de 500 quilómetros" durante vários dias para a tentarem encontrar.

O veículo foi localizado no Porto, mas de Ritinha nem um sinal. "Corremos Coimbra inteira e nada", conta o dono, Alcides Almeida. A mulher, Aurélia Menezes, diz que o marido "já não dormia nem comia há uma semana". Até que na noite de segunda-feira viram uma fotografia de Ritinha na página da associação Condeixa Patudos.

"Tínhamos acabado de vir de Coimbra e voltámos para a ir buscar". A cadela foi localizada por um motorista da Uber, que a viu em vários sítios da cidade e pediu ajuda à associação, que a recolheu. "Estava exausta, assustada e infeliz", descreve Olga Ruth, da Condeixa Patudos. O reencontro com os donos "foi emocionante", lembra.

"Ficou eufórica", refere Aurélia Menezes. Para Alcides Almeida, foi "como recuperar um tesouro". Como agradecimento, o casal adotou mais uma cadela, que estava ao cuidado da associação.
Vale de Cambra Coimbra Ritinha Aurélia Menezes Alcides Almeida questões sociais
Ver comentários