Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Ladrões roubam carro e abandonam cadela

Animal estava no interior da viatura que foi furtada por grupo.
Paula Gonçalves 13 de Novembro de 2019 às 01:30
Cadela regressou a casa, em Vale de Cambra, após reencontrar os donos
Cadela regressou a casa, em Vale de Cambra, após reencontrar os donos FOTO: Direitos Reservados
Ritinha, uma cadela com 12 anos, acompanhava os donos, de Vale de Cambra, em todas as viagens que faziam. Numa deslocação a Coimbra, no dia 1, o animal ficou no interior do carro.

A viatura foi furtada e Ritinha abandonada pelos assaltantes, a 97 quilómetros de casa. Ao longo de uma semana, o animal vagueou pela cidade, enquanto os donos, desesperados, fizeram "mais de 500 quilómetros" durante vários dias para a tentarem encontrar.

O veículo foi localizado no Porto, mas de Ritinha nem um sinal. "Corremos Coimbra inteira e nada", conta o dono, Alcides Almeida. A mulher, Aurélia Menezes, diz que o marido "já não dormia nem comia há uma semana". Até que na noite de segunda-feira viram uma fotografia de Ritinha na página da associação Condeixa Patudos.

"Tínhamos acabado de vir de Coimbra e voltámos para a ir buscar". A cadela foi localizada por um motorista da Uber, que a viu em vários sítios da cidade e pediu ajuda à associação, que a recolheu. "Estava exausta, assustada e infeliz", descreve Olga Ruth, da Condeixa Patudos. O reencontro com os donos "foi emocionante", lembra.

"Ficou eufórica", refere Aurélia Menezes. Para Alcides Almeida, foi "como recuperar um tesouro". Como agradecimento, o casal adotou mais uma cadela, que estava ao cuidado da associação.
Vale de Cambra Coimbra Ritinha Aurélia Menezes Alcides Almeida questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)