Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

Liga dos Chineses em Portugal pede mais integração e mais casamentos

O presidente da Liga dos Chineses em Portugal, Y Ping Chow, lamentou a estagnação da comunidade chinesa no país e apelou a uma maior integração, com a possibilidade de mais casamentos entre chineses e portugueses.
26 de Junho de 2012 às 15:48
Presidente da Liga dos Chineses em Portugal, Y Ping Chow
Presidente da Liga dos Chineses em Portugal, Y Ping Chow FOTO: António Rilo / Correio da Manhã

Em declarações por escrito à Lusa, Y Ping Chow disse que a comunidade chinesa em Portugal "tem estado estagnada, com pouca renovação e desenvolvimento" e explicou que um maior aprofundamento das relações pode ser alcançado com "maior integração, mais organização e, possivelmente, com maior [número de] casamentos entre chineses e portugueses".

A dias da tomada de posse dos órgãos sociais da Associação para o Desenvolvimento dos Chineses em Portugal, uma de várias que compõem a Liga dos Chineses e que decorre no sábado na Póvoa de Varzim, Y Ping Chow lembrou que os números da comunidade chinesa se têm mantido, sem alterações de maior, nos 20.000.

Segundo o mais recente relatório do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), publicado em Dezembro de 2011, a comunidade chinesa era a oitava mais significativa em Portugal, compondo 3,53 por cento do total das populações estrangeiras, representando 15.600 títulos de residência em Portugal.

A população chinesa com estatuto de residente em Portugal tem vindo a aumentar de forma gradual, mostram os números do Instituto Nacional de Estatística, dos 3.953 em 2001 para os 13.313 em 2008.

Imigração Liga dos Chineses integração casamento Y Ping Chow
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)