Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Linha Cancro recebeu mais de 2400 chamadas em 2011

Mais de 2400 pessoas, a maioria mulheres, ligaram em 2011 para a Linha Cancro, linha telefónica de apoio a doentes oncológicos da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC), que este sábado completa quatro anos de existência.
4 de Fevereiro de 2012 às 13:02
Linha Cancro através do número 808 255 255
Linha Cancro através do número 808 255 255 FOTO: Pedro Catarino

Segundo os dados da LPCC, no ano passado, "foram atendidas 2445 chamadas, com um tempo médio de duração de pouco mais de seis minutos, e respondidos 276 e-mails".

Os números divulgados este sábado, Dia Mundial de Luta Contra o Cancro, apontam para uma média diária de oito chamadas telefónicas para a linha que funciona de segunda a sexta-feira, entre as 09h00 e as 18h00.

Os doentes oncológicos foram quem mais procurou esta linha que apoia as pessoas com cancro bem como os seus familiares e amigos.

"As patologias mais questionadas do sexo feminino continuam a representar a maioria das chamadas: cancro da mama (56 por cento) e cancro do colo do útero (seis por cento) ", de acordo com a LPCC.

Lisboa foi o distrito com maior número de chamadas (46 por cento) para a Linha Cancro (808 255 255), seguido pelo Porto (32 por cento).

Em 2010, quase 25 mil portugueses morreram vítimas de cancro, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Os cancros na laringe, brônquios e pulmão são os que provocam mais mortes em Portugal (4046), seguindo-se o cancro do cólon (2650), do estômago (2323), do tecido linfático (2009) e da próstata (1786), de acordo com o INE.

Linha Cancro Lisboa Porto Liga Portuguesa Contra o Cancro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)