Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Londres analisa amostras

Uma amostra das análises da mulher, de 31 anos, suspeita de ter contraído a nova estirpe do vírus da gripe A (H1N1) no México seguiu para o Centro de Referência da Gripe da Organização Mundial da Saúde (OMS), sediado em Londres, Inglaterra. As análises laboratoriais feitas num hospital de Lisboa deram positivo para o vírus da gripe do tipo A, não sazonal (não circulou durante o Inverno). Falta saber se contraiu a nova estirpe. Os resultados serão divulgados nas próximas 24 horas. A mulher e a família estão em casa de quarentena.
2 de Maio de 2009 às 00:30
O Hospital do Curry Cabral previne riscos de contágio e dá máscaras
O Hospital do Curry Cabral previne riscos de contágio e dá máscaras FOTO: Tiago Sousa Dias

O anúncio do envio da amostra para Londres foi feito dois dias depois de a ministra da Saúde, Ana Jorge, ter admitido ao CM que Portugal tem capacidade laboratorial para analisar casos suspeitos. Uma capacidade confirmada por especialistas ouvidos pelo CM, que estranharam o envio da análise para Londres.

Ontem, no encontro com os jornalistas, Ana Jorge afirmou que a OMS irá enviar para todos os laboratórios de referência do Mundo os testes para a identificação dos componentes da nova estirpe, H1N1. "Os testes serão enviados em princípio na próxima semana."

Enquanto não chegam os resultados de Londres, a doente e os familiares mais próximos continuam em casa vigiados pela equipa de técnicos destacada para seguir os casos suspeitos.

Tanto a paciente como os familiares "estão a ser monitorizados", garante a ministra.

O CM sabe que esta doente não foi observada no Hospital Curry Cabral, unidade de referência em Lisboa para os casos da nova gripe. Se tivesse entrado na unidade estaria internada em isolamento, garante o administrador Manuel Delgado, apontando como exemplo o jovem militar que, após o regresso do Texas (EUA), e perante os sintomas gripais suspeitos ficou isolado. A suspeita foi afastada. "Quando os doentes são referenciados entram num corredor prioritário, directo para a infecciologia, e não passam pelas Urgências, onde há risco de contágio".

Para evitar esse risco, o Curry Cabral disponibiliza, desde há dois dias, máscaras cirúrgicas para quem entra com sintomas gripais, febre e tosse. Antes da recepção, um cartaz afixado na parede convida a colocar a máscara. Os casos suspeitos são prioritários e observados numa sala isolada, com os médicos devidamente protegidos com fatos e máscaras.

VACINA CONTRA GRIPE A SÓ ESTARÁ PRONTA EM SETEMBRO

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que dentro de quinze dias esteja pronto o material de base a ser enviado às farmacêuticas para se desenvolver uma vacina contra a gripe A (H1N1). Contudo, o tratamento contra a doença só estará pronto em Setembro. Segundo a OMS serão fabricados entre mil milhões e dois mil milhões (um terço da população mundial) de doses para o próximo ano. Contudo, permanecem muitas incertezas em torno da vacina, já que não é conhecido como se multiplica o vírus nem as doses que devem conter o antígeno.

LABORATÓRIO INGLÊS É ESPECIALISTA EM GRIPE

Além das amostras da doente portuguesa, o Centro de Referência da Gripe (CRG) já recebeu dados dos Estados Unidos e México. A funcionar desde 1948, em Londres, o objectivo deste laboratório da Organização Mundial da Saúde é detectar as possíveis infecções que possam provocar uma pandemia. Com a análise e acompanhamento dos vários tipos de vírus, o papel do CRG passa também por fornecer indicações à OMS sobre as melhores vacinas a distribuir anualmente. Nos últimos anos, o centro já identificou cerca de 1500 vírus de gripe humana.

CGD APLICA PLANO DE CONTINGÊNCIA

A Caixa Geral de Depósitos começou quinta-feira a aplicar uma série de medidas de protecção contra a gripe A (H1N1). A direcção de recursos humanos colocou na intranet da empresa – rede de informação interna para funcionários – uma lista que deve ser seguida por todos. Um dos pontos do documento refere que os trabalhadores que estiveram fora do País devem ser observados pelo médico da empresa antes de iniciar funções. Na lista consta ainda: lavar as mãos com frequência, fazer-se acompanhar sempre de um pacote de lenços e usar o lenço apenas uma vez.

A Portugal Telecom (PT) está a adaptar, desde há duas semanas, o plano de contingência que foi feito para a gripe das aves. Sob a supervisão do professor Correia Massano foram formados 200 colaboradores da empresa em virulogia. Estes trabalhadores irão coordenar as acções de protecção em relação aos restantes funcionários e seus familiares. A PT já definiu os serviços essenciais e os clientes fundamentais que não podem deixar de ficar sem serviço de comunicações em caso de pandemia (hospitais, serviços de segurança e centros de saúde).

A Galp também está a acompanhar, diariamente, a situação dos seus funcionários em locais de risco.

40% DOS EUROPEUS INFECTADOS

"Entre 40 a 50% dos europeus serão infectados com esta gripe", afirmou Angus Nicoll, responsável pelo programa antigripe do Centro Europeu de Controlo de Doenças, organismo da Comissão Europeia. "A gripe sazonal provoca cerca de 40 mil mortes por ano na UE. Por isso, um novo vírus terá repercussões consideráveis", acrescentou Angus Nicoll, para quem "será inevitável que a Organização Mundial da Saúde passe para o nível seis de alerta de pandemia". Para já, Keiji Fukuda, da OMS, explica não ser necessário adoptar essa medida, uma vez que só estão confirmadas sete mortes provocadas pelo vírus H1N1.

NOTAS

MÁSCARAS: PREÇOS VARIADOS

As máscaras mais comuns, do tipo cirúrgico, custam cerca de 0,15 euros a unidade ou 7, 50 uma embalagem com 50. Já as máscaras multiusos são vendidas a 5,50 em caixas com cinco unidades

SAÚDE 24: 500 CHAMADAS

A Linha Saúde 24 recebe uma média de 500 chamadas por dia. Segundo a ministra da Saúde, Ana Jorge, os telefonemas recebidos são "chamadas efectivas"

SÓCRATES: CONFIANÇA NO SNS 

O primeiro-ministro, José Sócrates, diz que o País tem condições para reagir em caso de emergência, referindo que os "portugueses podem confiar no Serviço Nacional da Saúde (SNS)

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)