Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Lucro da H&M mais que duplica no primeiro semestre do ano fiscal para 365 milhões de euros

Resultado positivo deve-se ao lançamento de novas coleções, o que alcançou uma maior quota de vendas a um "preço completo".
Lusa 29 de Junho de 2022 às 14:23
H&M
H&M
A cadeia de moda sueca H&M revelou esta quarta-feira que o lucro aumentou 130% no primeiro semestre do ano fiscal (dezembro-maio), para 3.899 milhões de coroas suecas (365 milhões de euros), face ao exercício anterior.

Este resultado positivo deveu-se ao lançamento de novas coleções, o que fez com multinacional pudesse alcançar uma maior quota de vendas a um "preço completo" e que tivesse "menos custos" com a redução de preços.

O lucro operacional líquido (Ebit), por sua vez, ascendeu a 5.446 milhões de coroas suecas (510 milhões de euros), o dobro do contabilizado em igual período do ano fiscal anterior.

Além disso, as vendas líquidas atingiram 103.670 milhões de coroas (9.716 milhões de euros), tendo subido mais 15% em moedas locais e 20% em coroas.

No segundo trimestre fiscal (março-maio), o lucro teve um aumento homólogo de 33% para 3.682 milhões de coroas (345 milhões de euros).

O Ebit ascendeu a 4.988 milhões de coroas (468 milhões de euros), o que representou um acréscimo de 29%.

As vendas líquidas no período em análise atingiram os 54.504 milhões de coroas (5.108 milhões de euros), mais 12% em moedas locais e superior em 17% em coroas.

A H&M referiu ainda que as vendas devem cair 6% em moedas locais em junho deste ano face a igual mês de 2021, e que a queda de cinco pontos percentuais nos negócios resultou do encerramento das lojas na Rússia, Bielorrússia e Ucrânia devido à guerra.

A rede sueca, por seu turno, está a acelerar a sua expansão na América Latina, tendo entrado este ano no Equador, Costa Rica e na Guatemala.

H&M Ebit economia negócios e finanças Informação sobre empresas grandes empresas economia (geral)
Ver comentários
}