Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Agitação marítima e ventos fortes colocam Madeira em alerta

IPMA avisa para a força das rajadas que vão chegar na tarde de sexta-feira e durar até domingo.
4 de Janeiro de 2018 às 12:09
Ilha da Madeira
Madeira
Câmara de Lobos, na Madeira
Porto Santo, na Madeira
Vista panorâmica da Ilha da Madeira
Ilha da Madeira
Madeira
Câmara de Lobos, na Madeira
Porto Santo, na Madeira
Vista panorâmica da Ilha da Madeira
Ilha da Madeira
Madeira
Câmara de Lobos, na Madeira
Porto Santo, na Madeira
Vista panorâmica da Ilha da Madeira
O arquipélago da Madeira vai estar sob vários avisos meteorológicos laranja e amarelos, devido a vento e agitação marítima, entre hoje e domingo, tendo a Autoridade Marítima lançado um alerta à população, em especial à comunidade marítima.

Segundo informação disponível na página do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), as ilhas da Madeira (costa norte, regiões montanhosas e leste da costa sul) e do Porto Santo ficam sob aviso amarelo (o terceiro mais grave) a partir das 15h00 de hoje, devido a vento, e até às 12h00 de domingo.

No entanto, entre as 12h00 e as 24h00 de sábado as regiões montanhosas da ilha da Madeira estarão em aviso laranja (o segundo mais grave), vento forte a muito forte de norte/noroeste com rajadas de até 110/120 quilómetros por hora.

Já a agitação marítima motiva no Porto Santo um aviso laranja entre as 15:00 de sábado e as 09:00 de domingo, prevendo-se ondas de noroeste de cinco a sete metros, mas a partir das 00:00 de sábado e até às 18:00 de domingo estarão em vigor avisos amarelos, dada a previsão de ondas de quatro a cinco metros, também de noroeste.

Na ilha da Madeira, a parte oeste da costa sul está abrangida por um aviso amarelo relativo a agitação marítima entre as 06:00 de sábado e as 21:00 de domingo.

Para a costa norte foi lançado um aviso laranja entre as 15:00 de sábado e as 09:00 de domingo (com previsão de ondas de noroeste de cinco a sete metros), mas há aviso amarelo já a partir das 00:00 de sábado e até às 18:00 do dia seguinte.

O aviso laranja do IPMA refere-se a uma situação meteorológica de risco moderado a elevado, enquanto o amarelo é relativo a uma situação de risco para determinadas atividades dependentes do cenário meteorológico.

A Marinha e a Autoridade Marítima alertaram hoje a população, e a comunidade marítima em particular, para o agravamento do estado do mar no arquipélago da Madeira até domingo, especialmente nas costas norte, oeste e sudoeste.

"A Marinha e a Autoridade Marítima nacional alertam para as prováveis consequências da previsão de agravamento do estado do mar na costa norte das ilhas da Madeira e Porto Santo a partir do final da tarde de hoje", refere uma nota assinada pelo comandante da Zona Marítima da Madeira, Paulo Ribeiro.

O alerta é dirigido "a toda a comunidade marítima que se encontra no mar, bem como a toda a população em geral que frequente as zonas costeiras ao longo de toda a faixa litoral do arquipélago da Madeira, em especial nas costas norte, e oeste e sudoeste".

"As atuais previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) referentes à provável ocorrência de vento e de agitação marítima fortes do quadrante de noroeste, com velocidade de cerca de 60 quilómetros hora e de altura significativa, que pode chegar aos sete metros nas costas norte, oeste e sudoeste das ilhas da Madeira e do Porto Santo, terão especial incidência durante o fim de semana, dias 06 e 07 de janeiro", refere a nota.

A Autoridade Marítima recomenda à população que "se abstenha da prática de passeios junto ao litoral, em especial na costa norte da ilha da Madeira".

Aos pescadores lúdicos de pesca à cana, a Autoridade Marítima aconselha "cautela, evitando pescar junto a zonas de arriba nas frentes costeiras atingidas pela rebentação das ondas".

"À comunidade marítima recomenda-se a adoção de medidas de precaução, verificando e, se necessário, reforçando a amarração das embarcações atracadas, ou mesmo varando em lugar seguro as embarcações de pequena dimensão", acrescenta.

À comunidade piscatória e à comunidade da náutica de recreio que se encontra em atividade no mar, aconselha-se "o regresso ao porto de abrigo mais próximo" e o "estado de vigilância permanente".

Entretanto, também o Serviço Regional de Proteção Civil emitiu um comunicado alertando para as condições meteorológicas adversas.

"Prevê-se - associados à aproximação e passagem de uma superfície frontal fria durante a tarde do dia 5 (sexta-feira) e à influência conjunta do anticiclone dos Açores, centrado a oeste do arquipélago dos Açores e de uma vasta depressão centrada nas ilhas britânicas - períodos de chuva durante a tarde e precipitação em regime de aguaceiros até ao fim do dia 7 (domingo), mais significativos nas regiões montanhosas", informou o serviço.

Prevê-se ainda uma invasão de ar polar marítimo, pelo que as temperaturas máximas deverão baixar, no Funchal, para valores da ordem dos 18 a 19 graus e as mínimas para 13 a 14.

Nas regiões montanhosas, acima dos 1.400/1.500 metros, as temperaturas mínimas deverão cair abaixo dos zero graus e a precipitação será na forma de neve no sábado e domingo.

A partir de segunda-feira, está prevista uma subida das temperaturas máximas e mínimas da ordem dos dois a quatro graus.

A Proteção Civil recomenda medidas de proteção, como não circular em zonas com prédios degradados ou nas zonas costeiras, usar roupa adequada a tempo frio e ter atenção redobrada na condução.
IMPA Ilha de Porto Santo meteorologia ventos rajadas 90 km/h 110 km/h madeira costa norte
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)