Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

“Mais casos de gripe”

Raquel Guiomar, Responsável pelo Laboratório de Referência para o Vírus da Gripe do Instituto Ricardo Jorge, sobre gripe
14 de Fevereiro de 2012 às 01:00
“Mais casos de gripe”
“Mais casos de gripe” FOTO: DR

Correio da Manhã – Tem estado muito frio. Há mais pessoas com gripe?

Raquel Guiomar – O período da epidemia da gripe veio este ano mais tarde. Neste momento estamos com uma actividade moderada, o que significa que a taxa de incidência da infecção da gripe é de 90 pessoas por 100 mil habitantes.

– Por que é que a actividade gripal começou mais tarde?

– A vigilância da actividade gripal decorre desde Outubro até Maio, que é quando o vírus da gripe circula em Portugal. Desde o dia 22 de Janeiro que estamos com um aumento do número de casos de gripe. Essas infecções pelo vírus da gripe são detectados através da Rede dos Médicos Sentinela, uma colaboração dos médicos de família que reportam os casos dos doentes que atendem, mas também através dos Serviços de Urgência hospitalar e da rede de laboratórios.

– Qual é a tendência da actividade gripal a partir de agora?

– A tendência é para continuar a aumentar, ou seja, é previsível que continue a haver um aumento do número de novos casos de gripe no País.

– Circula o vírus H1N1 (gripe A), que matou várias pessoas?

– O vírus que circula é o influenza A (H3), que circulou no ano antes da pandemia do H1N1.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)