Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Mais de 200 refugiados fugiram de Portugal

Situação tem-se agravado nos últimos meses.
11 de Fevereiro de 2017 às 11:05
Migrantes no Mediterrâneo
Migrantes no Mediterrâneo FOTO: Getty

Dos 957 refugiados que encontraram abrigo em Portugal, mais de 200 já terão abandonado o país. 

Segundo a imprensa deste sábado, o número total não é conhecido, uma vez que o Governo se recusa a fornecer números exatos. 

No entanto, é sabido que a situação se tem agudizado nos últimos dois meses, com cerca de cem refugiados a escaparem de Portugal nesse período. 

Este fenómeno não é exclusivo do país, uma vez que muitos refugiados apresentam o mesmo comportamento noutros países europeus. Tal se poderá dever ao facto dos mesmos não poderem escolher em que país serão acolhidos e continuarem a alimentar o sonho de viver e trabalhar na Europa central.

Recorde-se que os refugiados são obrigados a permanecer no país que lhes foi atribuído como nova morada sob pena de perderem todos os direitos que o estatuto de refugiado lhes confere caso não o façam. De resto, abandonando o país onde foram recolocados, os refugiados deixam de estar ao abrigo dos programas de acolhimento e ficam em situação de ilegalidade. 

 

Portugal Governo Europa questões sociais política refugiados demografia imigração
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)