Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Mais de duas centenas de taxistas partiram em direção ao parlamento

Manifestantes vão a pé até ao parlamento e os táxis continuam a ocupar a faixa 'bus' da Avenida da Liberdade.
26 de Setembro de 2018 às 13:47
Taxistas durante a marcha até à Praça do Comércio
Taxistas durante a marcha até à Praça do Comércio
Taxistas durante a marcha até à Praça do Comércio
Taxistas durante a marcha até à Praça do Comércio
Taxistas durante a marcha até à Praça do Comércio
Taxistas durante a marcha até à Praça do Comércio
Taxistas durante a marcha até à Praça do Comércio
Taxistas durante a marcha até à Praça do Comércio
Taxistas durante a marcha até à Praça do Comércio
Taxistas durante a marcha até à Praça do Comércio
Taxistas durante a marcha até à Praça do Comércio
Taxistas durante a marcha até à Praça do Comércio
Mais de duas centenas de taxistas, em protesto há oito dias, partiram pelas 13h40 da Praça dos Restauradores, em Lisboa, em direção à Assembleia da República, onde pensam ouvir o debate quinzenal com o primeiro-ministro.

Os motoristas esperam ouvir dos partidos políticos com assento parlamentar propostas que permitiram alcançar um equilíbrio entre táxis e plataformas eletrónicas de transporte, disse à Lusa o presidente da Federação Portuguesa do Táxi, Carlos Ramos.

Os manifestantes vão a pé até ao parlamento e os táxis continuam a ocupar a faixa 'bus' da Avenida da Liberdade, que está cortada ao trânsito.

Muitos taxistas envergam 't-shirts' negras com a inscrição "#somostáxi", exibem uma faixa onde se pode ler "A mobilidade exige contigentação" e partiram ao som de vuvuzelas, bombos e Zeca Afonso.

Os taxistas estão em protesto desde dia 19, com concentrações em Lisboa, Porto e Faro, contra a entrada em vigor, em 01 de novembro, da lei que regula as quatro plataformas que operam em Portugal -- Uber, Taxify, Cabify e Chauffeur Privé.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)