Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Governo pondera dividir concelhos em três escalões de risco. Saiba em que estado está o seu

"Escalonamento" decidido em função do número de casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.
18 de Novembro de 2020 às 16:28
António Costa
António Costa
António Costa

O primeiro-ministro já tinha avançado com essa possibilidade quando anunciou as medidas a vigorar durante o estado de emergência e confirmou na passada quinta-feira ter mandatado a ministra da Saúde para elaborar um "escalonamento dos concelhos" em função do número de casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

Na terça-feira, José Luís Ferreira, deputado do Partido Ecologista "Os Verdes", disse que os escalões seriam três: dos 240 a 480 casos por 100 mil habitantes, dos 480 a 960 e acima de 960. O parlamentar, que falava à saída de uma reunião com o Presidente da República, referiu ainda que o Executivo pretenderá manter o recolher domiciliário obrigatório a partir das 13:00 aos fins de semana apenas nos concelhos no patamar de maior risco. 

Hoje, a ministra da Saúde deu a entender que existirão mesmo os três escalões e que serão com aqueles valores de referência, notando que são já usados pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC). Marta Temido, que falava na conferência de imprensa após a divulgação do boletim diário da DGS sobre a covid-19, não adiantou quais as restições que seriam aplicadas a cada escalão nem quando se iria aplicar essa diferenciação.

Com base na atual lista de concelhos de risco elevado, que contabiliza os dados nos 14 dias até 10 de novembro, existem 28 municípios que seriam colocados no patamar de maior risco, 62 ficariam no nível intermédio e 98 no mais baixo. A lista de 191 concelhos inclui ainda os municípios de Alcochete, Cadaval e Montijo que, embora apresentando um número de casos por 100 mil habitantes em 14 dias inferior aos 240, foram considerados de risco por estarem rodeados de concelhos onde esse patamar era ultrapassado.

A maioria dos 28 concelhos onde a situação é mais grave localiza-se no Norte do país.


Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Governo política partidos e movimentos autoridades locais questões sociais saúde
Ver comentários