Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Médico vai ter de pagar cinco mil euros

A perda de uma verruga, extraída a uma paciente para análise, vai custar cinco mil euros ao médico que fez a intervenção cirúrgica. A indemnização, fixada pelo Tribunal de Coimbra, fica muito aquém do valor pedido (80 mil euros) numa acção cível contra toda a equipa que participou na operação.
16 de Abril de 2008 às 00:30
Cirurgião condenado
Cirurgião condenado FOTO: Pedro Catarino

O juiz condenou apenas o cirurgião principal, com o qual a paciente contratou a realização da intervenção numa clínica privada de Coimbra, em Maio de 2002, isentando de responsabilidade todos os outros visados.

Apesar de considerar que a autora da acção sofreu danos, por se ter convencido de que o sinal que tinha no interior de uma narina 'poderia ter natureza maligna', o juiz entendeu que só se poderia imputar ao médico os danos verificados após a intervenção cirúrgica. 'Na verdade, apenas o resultado da análise laboratorial poderia ‘descansar’ a autora', lê-se na sentença.

Não ficou demonstrado que o réu se apercebesse do estado de sofrimento da autora, concluindo-se que não há nexo de causalidade entre a perda da verruga e a manutenção desse estado.

Luís Costa, advogado da doente, está a 'ponderar recorrer da decisão'.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)