Médicos contestam colocações impostas em regiões do Interior

Ministra da Saúde defende permanência no SNS após o curso.
Por Bernardo Esteves|17.12.18
Os médicos contestam a obrigatoriedade de permanecer no Serviço Nacional de Saúde após a conclusão do curso para serem colocados em regiões do Interior.

É uma reação à posição da ministra da Saúde Marta Temido, que defendeu, em entrevista ao DN/TSF, a permanência no SNS como forma de compensar o Estado pela formação ministrada.

A ministra descartou a hipótese de haver uma "imposição", mas disse que o Governo vai avançar com um decreto-lei em que haverá "a opção de, após a sua formação, as pessoas ficarem vinculadas [ao SNS] durante um período, que nunca poderá ser muito longo, e depois haverá a opção pela dedicação exclusiva, voluntária".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!