Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

Melanoma mata 20 doentes por mês

Em Portugal são diagnosticados cerca de mil casos por ano. Tumor representa 10% dos cancros de pele
15 de Setembro de 2013 às 01:00
Deve-se evitar a exposição solar entre as 12h00 e as 16 horas
Deve-se evitar a exposição solar entre as 12h00 e as 16 horas FOTO: Direitos reservados

O sol é grande inimigo mas as tatuagens também. As pinturas na pele podem camuflar o crescimento de um sinal. Aparentemente inofensivo, um pequeno sinal pode levar à morte. O melanoma é um tumor maligno que começa nas células que dão pigmentação à nossa pele. Não é dos tumores cutâneos mais frequentes, representa cerca de 10% de todos os cancros de pele, mas é a forma mais grave. Todos os anos, são diagnosticados cerca de mil casos em Portugal. Por mês morrem cerca de 20 doentes, segundo dados do INE.

Ficar bronzeado o ano inteiro é desaconselhado pelos especialistas. É uma velha batalha. "A moda do bronzeado é sinónimo de estatuto social. Há também os chamados militantes do sol que são capazes de apanhar numa semana todo o sol do mundo", refere ao CM Américo Figueiredo, presidente da Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia.

De acordo com o especialista, o tratamento do melanoma metastizado pode atingir 80 mil euros por doente. São internamentos prolongados, intervenções cirúrgicas sucessivas às metástases que forem surgindo, tratamentos de quimioterapia e novos fármacos que estão a surgir", refere Américo Figueiredo.

Quanto às pessoas mais propensas ao melanoma, Maria José Passos, oncologista do IPO de Lisboa refere que "as de pele clara, sardentas, ruivas ou louras ou com história de exposição solar intensa têm um maior risco de desenvolver a doença".

MELANOMA PROGRAMA CANCRO DOENÇA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)