Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Metade dos distritos com média negativa

Oito dos 18 distritos do País registaram médias negativas nos exames do ensino secundário. De acordo com os dados fornecidos pelo Ministério da Educação e Ciência, Coimbra destaca-se pela positiva como melhor distrito do ensino secundário e também do básico. Estes dados tiveram em conta apenas os resultados a 17 disciplinas, com mais de mil exames a nível nacional.

14 de Outubro de 2012 às 01:00
Escola Infanta D. Maria, em Coimbra, melhor pública do secundário: o distrito teve os melhores resultados do 6.º ao 12.º ano
Escola Infanta D. Maria, em Coimbra, melhor pública do secundário: o distrito teve os melhores resultados do 6.º ao 12.º ano FOTO: Paulo Novais/Lusa

Com média negativa no secundário ficaram Portalegre (o pior, com média de 9,1), Vila Real, Bragança, Guarda, Évora, Setúbal, Beja e Faro. Acima de dez ficaram , além de Coimbra, Lisboa (10,5), Porto e Aveiro (ambos com 10,3), Leiria (10,2), Braga (10,1), Viana do Castelo, Viseu, Santarém e Castelo Branco (todos com 10).

No 6º ano, Coimbra teve a melhor média, com 3,11 (de 1 a 5), seguida das escolas dos distritos de Viseu e Guarda, ambos com 3,10.

Nos exames de Matemática e Português do 9º ano, apenas dois distritos, Coimbra e Leiria, registaram média positiva, respectivamente de 3,07 e 3 valores. Viana do Castelo surge em terceiro lugar, já com uma média negativa de 2,98. Os bons resultados do distrito de Coimbra reflectem--se ainda no facto de ter a escola pública com melhores resultados no secundário, a Infanta D. Maria, que ocupa o 23º posto no ranking CM, com média de 12, 4. Outro dado relevante é o facto de as médias obtidas nos exames do secundário nas escolas públicas serem 3,4 valores inferiores às classificações internas - a média de exames foi de 10,2 e a interna de 13,6 valores. Nas escola privadas a diferença é quase igual, 3,3 valores - a média de exames foi 11,3 e a interna 14,6.

Também no 9º ano, as notas internas foram mais altas do que a dos exames em 1139 escolas e só foram piores em 181. No 6º ano verifica-se o mesmo: em 1020 escolas a média de exame foi mais baixa do que a interna e apenas em 120 estabelecimentos ocorreu o oposto.

ACADEMIA AINDA NÃO SENTIU EFEITOS DA CRISE

O ensino integrado da música é o traço distintivo da Academia de Música de Santa Cecília, melhor de Lisboa no ranking do secundário. A crise ainda não chegou a este colégio com 640 alunos, do pré-escolar ao 12º ano, onde é muito difícil entrar. A directora Filipa Pacheco Carvalho destaca a "estabilidade e qualidade" dos professores como factor para o sucesso.

TRÊS ESCOLAS SUBIRAM MAIS DE MIL POSIÇÕES

Três escolas conseguiram uma enorme melhoria nos resultados dos exames de Matemática e Português do 9º ano e cometeram a proeza de subir mais de mil lugares no ranking. Trata-se da Escola Básica de Rio Caldo (Braga), da Escola Básica Dr. Manuel Magro Machado (Portalegre) e da Escola Básica do Couço (Santarém). No plano contrário, o Externato Nuno Álvares (Setúbal) também desceu mais de mil lugares. Manuel Pereira, da Associação Nacional de Dirigentes Escolares, considera "normal" que isto suceda. "Os grupos de alunos podem variar muito de ano para ano, uns mais trabalhadores e outros nem tanto. E a instabilidade do quadro docente em escolas com poucos efectivos também é um factor".

ESCOLAS ENSINO EDUCAÇÃO NOTAS EXAMES
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)