Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Ministério coloca directores a avaliar professores de topo de carreira

O Ministério da Educação mantém as quotas de classificação e define que serão os directores de escola a avaliar os professores dos escalões mais altos na última proposta de avaliação de desempenho docente divulgada esta terça-feira.
6 de Setembro de 2011 às 20:46
ensino, professores, educação, ministério, avaliação
ensino, professores, educação, ministério, avaliação FOTO: Getty Images

Para ter a classificação "excelente", os professores terão que ter aulas observadas, não ter menos de nove (em dez) na escala de valores e estar num percentil "igual ou superior a 95", patamar aplicado "por universo de docentes a estabelecer por despacho conjunto dos membros do Governo responsáveis pela Admiistração Pública e da Educação".

Ao "muito bom" e "excelente" só chegarão os professores que tenham dado 95 por cento das aulas que lhe foram distribuídas no ciclo de avaliação em causa.

Para a nota da avaliação final conta 60 por cento da classificação na vertente "científica e pedagógica", 20 por cento da "participação na escola e relação com a comunidade" e outros 20 por cento na "formação contínua e desenvolvimento profissional".

Serão os directores a avaliar os professores nos escalões de topo da carreira (9.º e 10.º) e os de oitavo escalão que tenham tido "satisfaz" nas avaliações pré-2007 e pelo menos "bom" nas posteriores.

ensino professores educação ministério avaliação
Ver comentários