Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Ministério da Educação vai analisar relatório do Tribunal de Contas

O novo secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário, João Grancho, afirmou esta terça-feira que o Governo vai analisar o relatório do Tribunal de Contas, que recomenda ao executivo para ponderar a necessidade de manter os contratos de associação com escolas privadas.
30 de Outubro de 2012 às 20:45
Ex-ministra Maria de Lurdes Rodrigues e o novo secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário, João Grancho
Ex-ministra Maria de Lurdes Rodrigues e o novo secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário, João Grancho FOTO: Tiago Henriques Costa

“Vamos fazer uma leitura atenta do relatório, que aponta varias medidas e orientações. A centralização na questão dos contratos de associação tem a ver com o que é uma linha de pensamento deste governo, que é a promoção da Educação seja por entidades públicas ou privadas, com liberdade de escolha. A partir deste relatório e de outros elementos que o Ministério da Educação e  Ciência tem na sua posse será desenvolvido o que for necessário”, disse João Grancho, que abandonou o cargo de director regional de educação do norte e tomou posse há cinco dias, substituindo Isabel Leite.

O responsável governativo referiu que nesta altura “não há acções prioritárias”. “A política está definida e eu integro-me numa equipa para desenvolver o programa de governo, com o qual me identifico”, disse, à margem da conferência ‘Portugal e o Holocausto – Aprender com o passado ensinar para o futuro’, que se realizou ontem e hoje na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

Enquanto presidente da Associação Nacional de Professores, João Grancho defendeu a criação de uma ordem profissional para a classe docente. Questionado se na qualidade de governante irá tomar medidas nesse sentido, o secretário de Estado referiu que as prioridades são outras.

“Continuo a acreditar na autoregulação da profissão docente, não podemos abdicar dos nossos princípios de pensamento, mas há um caminho hoje definido na política educativa do Governo. Veremos o que a nível do Estatuto da Carreira Docente se poderá fazer no futuro, mas ainda é muito cedo para pensar nesse tipo situações. Neste momento, a nossa grande preocupação é conseguir com os recursos que temos proporcionar uma educação com mais qualidade.”

joão grancho secretário de estado ensino relatório tribunal contas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)