Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Ministra defende educação sexual

A ministra da Saúde, Ana Jorge, defendeu este sábado a introdução da educação sexual nas escolas como forma de sensibilizar os jovens para os perigos do vírus HIV e travar o crescimento de novos casos.
28 de Novembro de 2009 às 15:38
Ana Jorge pede mais prevenção primária para combater a epidemia
Ana Jorge pede mais prevenção primária para combater a epidemia FOTO: João Miguel Rodrigues

A sexualidade é algo que faz parte da vida humana e deve ser falada nas escolas, com os professores, e em casa com os pais", afirmou a governante, à margem da inauguração do Centro de Apoio Domiciliário e Aconselhamento Psicossocial da Associação Abraço, no Porto.

Para Ana Jorge, "no dia em que se deixe de ser tabu falar da sida, as pessoas ficam mais atentas e aderem mais ao processo de prevenção primária".  

A ministra destacou que "Portugal tem vindo a ter uma grande evolução do problema, mas ainda há muito trabalho a fazer". "Temos que intensificar esse trabalho de acções concertadas para sensibilizar as crianças e os jovens", sustentou.

"Hoje, morre-se menos, mas não se pode descuidar a prevenção primária. O facto de a sida ser uma doença crónica levou a que muitas pessoas com comportamentos de risco a desvalorizem e não se protejam", concluiu Ana Jorge.

Esta semana, através de um relatório da Organização Mundial de Saúde, ficou a saber-se que Portugal é o país da Europa Ocidental e Central com mais novos casos de infecção do vírus HIV. O mesmo estudo concluiu que a epidemia está mais concentrados nos grupos de risco, como homossexuais, toxicodependentes e imigrantes.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)