Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Ministro defendeu treino da memória

O discurso do ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, anteontem, na apresentação da revisão da estrutura curricular, causou celeuma junto dos parceiros da educação. "O ministro destacou a importância do treino da memória. O que importa é os alunos memorizarem e nas provas debitarem o que aprenderam", revelou ao CM o presidente de uma associação de professores.

14 de Dezembro de 2011 às 01:00
Nuno Crato destacou a importância da memorização como forma de aprender
Nuno Crato destacou a importância da memorização como forma de aprender FOTO: Edgar Martins

Albino Almeida, da Confederação Nacional de Associações de Pais, não ficou surpreendido. "O discurso do ministro traduz o que ele sempre defendeu. Valoriza a memorização, a mecanização e a repetição como forma de aprender, por isso valoriza as ciências experimentais, que terão a carga horária reforçada."

Nuno Crato anunciou que os currículos deixam de se reger pelo documento ‘Competências Essenciais do Ensino Básico’ e pôs a tónica na aquisição de conteúdos. "É uma mudança de paradigma", diz Albino Almeida.

Entretanto, em resposta a perguntas do CM, a tutela esclareceu quais os docentes que leccionarão a nova disciplina de Educação Tecnológica/Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), no 2º ciclo. "TIC será dada pelos professores que davam a disciplina no 9º ano e Educação Tecnológica pelos que davam EVT." As escolas "terão liberdade para gerir a distribuição das disciplinas, que poderão ser semestrais ou anuais, desde que seja cumprida a carga horária definida para o ciclo".

educação nuno crato revisão curricular ministro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)