Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Ministro não comenta acusações de colégios privados

Associação dos colégios privados acusou o Governo de má-fé.
21 de Abril de 2016 às 21:01
Tiago Brandão Rodrigues, ministro da Educação
Tiago Brandão Rodrigues, ministro da Educação FOTO: Miguel A. Lopes/Lusa
O ministro da Educação escusou-se esta quinta-feira, em Paredes de Coura, a comentar as acusações da associação dos colégios privados, na sequência de um novo normativo de matrículas e frequência escolar para o próximo ano letivo.

"Hoje estamos aqui, em Paredes de Coura, para celebrar a inovação pedagógica e para celebrar a vida e obra de Mário de Sá-Carneiro" afirmou Tiago Brandão Rodrigues.

O governante falava aos jornalistas, no final da inauguração da exposição "Mil anos me separam de amanhã", evocativa do cem anos da morte de Mário de Sá-Carneiro, e da Caixa de Brinquedos, um espaço para as crianças criarem construções com as famosas peças multicolores da Lego, naquele que é o primeiro ato a que presidiu enquanto ministro, na sua terra natal, Paredes de Coura.

A associação dos colégios privados acusou hoje o Governo de má-fé, alegando que os contratos de associação assinados terminam no final do ano e que as regras que deviam vigorar por três anos foram alteradas.
Tiago Brandão Rodrigues colégios privados críticas educação
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)