Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Morre à espera de transplante

Dois dias após completar sete anos, Soraia Ramos, natural de Viana do Castelo, não resistiu às graves lesões provocadas pela hipoplasia medular que lhe foi diagnosticada em Janeiro de 2010.
18 de Janeiro de 2011 às 22:27
Soraia Ramos morreu dois dias após ter completado sete anos de vida. Corpo foi a enterrar na segunda-feira no cemitério da aldeia natal
Soraia Ramos morreu dois dias após ter completado sete anos de vida. Corpo foi a enterrar na segunda-feira no cemitério da aldeia natal FOTO: Diogo Pinto

A menina, que precisava urgentemente do transplante de medula, faleceu no domingo num quarto do Hospital Maria Pia, no Porto, onde estava em coma e em regime de isolamento há mais de um ano. Só a mãe a pôde visitar durante aquele longo período.

"Ela lutou até ao último minuto contra a doença. Foi uma grande vencedora. Espero que descanse com a paz que merece", explicou ao CM Carlos Felgueiras, tio da menina, cujo funeral se realizou na segunda--feira à tarde, na Igreja de Portela Susã, perante centenas de pessoas.

"Ela sofria de hipoplasia medular [doença causada pela falha da medula, que deveria produzir células para o sangue] e sempre lidou com a doença com um enorme sorriso", acrescentou o familiar, ainda combalido com a perda.

Durante o último ano, milhares de dadores, de norte a sul do país, mostraram-se solidários e doaram sangue em diversas campanhas. No entanto, de nada valeu, pois Soraia não encontrou dador compatível.

"Obrigado por estes sete anos em que nos proporcionaste bastantes alegrias e grandes gargalhadas com a tua coragem", escreveram os familiares no Facebook oficial de ‘Sosó', como era carinhosamente tratada pela família e pelos amigos.

TRANSPLANTE VIANA DO CASTELO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)