Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Morto cessa funções a prazo

Aviso em Diário da República suspende técnico que morreu por tempo indeterminado.
27 de Março de 2014 às 16:32
A Comissão de Coordenamento e Desenvolvimento Regional tem funções na área da urbanística
A Comissão de Coordenamento e Desenvolvimento Regional tem funções na área da urbanística FOTO: Pedro Catarino

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo cessou provisoriamente o contrato de um técnico superior que faleceu em dezembro do ano passado. Num aviso publicado em Diário da República o presidente da Comissão deu conta de que aquele ficaria suspenso a prazo.

"O técnico superior pertencente ao mapa de pessoal da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo cessou o contrato de trabalho em funções públicas por tempo indeterminado, por motivo de falecimento", lê-se no aviso que foi publicado a 28 de fevereiro deste ano.

O erro está já a causar indignação em especial por parte de muitos profissionais ligados ao mundo da justiça - nomeadamente juízes e advogados - que consideram que tal se tratou de um erro muito grave por parte do presidente da CCDR de Lisboa e Vale do Tejo. Consideram ainda que se trata de uma falta de consideração para com o técnico superior que faleceu.

O aviso publicado em Diário da República está aliás já a ser partilhado por várias pessoas nas redes sociais e são muitos os comentários de indignação.

Apesar das várias críticas ainda ontem o aviso se mantinha em Diário da República com os mesmo termos.

CCDR Lisboa morto funções suspensão tempo indeterminado Diário da República Comissão
Ver comentários