Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Nasceu na ambulância

A segunda filha de uma mulher, de 34 anos, residente em Valverde, Tarouca, nasceu ontem de madrugada numa ambulância num nó da A24, a meio da viagem para Vila Real.

26 de Maio de 2009 às 00:30
Os bombeiros Carla, Bruno e Hélio viveram uma “experiência única”
Os bombeiros Carla, Bruno e Hélio viveram uma “experiência única” FOTO: Nuno André Ferreira

Quando os bombeiros chegaram a casa da parturiente, às 00h30, 'já se tinha rompido a bolsa das águas e estava com fortes contracções', explicou Bruno Ribeiro, um dos três bombeiros de Tarouca que participou nos trabalhos de parto.

Depois de colocada na ambulância de emergência pré-hospitalar, os soldados da paz accionaram o protocolo previsto para estas situações. Encontraram-se com a Viatura de Suporte Imediato de Vida de Lamego, e mais tarde com a VMER de Vila Real. 'Como não dava tempo para chegar ao hospital, parámos no nó da A24, na Régua, e efectuámos o parto', conta Hélio Marques, bombeiro e parteiro pela primeira vez. Tal como a colega Carla Xavier, de 24 anos, que teve a responsabilidade de 'manter tranquila' a parturiente. 'Quando a bebé nasceu a primeira coisa que fiz foi pegar nela e mostrá-la à mãe. Foi uma sensação incrível', disse Carla. Quem acabou por se emocionar e chorar 'como uma criança' foi o colega Bruno.

A menina nasceu à 01h30, com 3,336 quilos, e foi levada com a mãe para o Hospital de Vila Real, onde se encontram bem de saúde. Desde que fechou a Maternidade de Lamego, em 2006, foi o segundo bebé de Tarouca a nascer na estrada.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)