Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

Novo passaporte cipriota ajuda Neeleman a ficar com a TAP

Segundo a lei europeia, as companhias aéreas não podem ser controladas por cidadãos não europeus.
Janete Frazão 14 de Março de 2017 às 01:30
David Neeleman
David Neeleman
David Neeleman
TAP
David Neeleman
David Neeleman
David Neeleman
TAP
David Neeleman
David Neeleman
David Neeleman
TAP
David Neeleman, dono da TAP, é agora também cipriota. Ao adquirir nacionalidade de um país europeu, o americano que nasceu no Brasil vê suplantadas as restrições à privatização da empresa.

Segundo a lei europeia, as companhias aéreas não podem ser controladas por cidadãos não europeus. Isto mesmo foi revelado pelo próprio Neeleman ao site do ‘Expresso’ e confirmado pelo CM.

"A TAP não podia tomar certas posições, estava condicionada por decisões operacionais para implementar a sua estratégia", revelou ao CM fonte próxima do proprietário da companhia aérea. "Mas mais relevante que isso tudo é que Neeleman está a olhar para outro tipo de investimentos na Europa", revelou a mesma fonte.

Neeleman disse ao ‘Expresso’ que "a aquisição de nacionalidade cipriota vem confirmar, de forma inequívoca e sem restrições, a decisão da ANAC [aprovou no final de 2016 a aquisição pela Atlantic Gateway de uma participação maioritária na TAP SGPS, o que na altura libertou a TAP de restrições de gestão] e o meu compromisso de longo prazo com o projeto TAP e o seu crescimento".
David Neeleman ANAC Brasil Europa Atlantic Gateway TAP SGPS economia negócios e finanças transportes aviação
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)