Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Docente acusada dá a cara na CMTV

Veja a entrevista exclusiva a Liliana Costa.
Ana Isabel Fonseca e Tânia Laranjo 23 de Abril de 2015 às 02:00
Professora de Póvoa de Lanhoso negou as acusações no Manhã CM. Liliana Costa está suspensa por alegada relação com aluno de 14 anos.
O futuro da professora Liliana Costa – que foi suspensa por 90 dias devido a suspeitas de envolvimento físico com um menor – está nas mãos do aluno, de 14 anos. As declarações que o rapaz irá fazer, no âmbito do processo disciplinar que foi instaurado na EB 2,3 Professor Gonçalo Sampaio, na Póvoa de Lanhoso, serão fundamentais para determinar se a docente de 34 anos – que ontem revelou a identidade em exclusivo no programa ‘Manhã CM’, na CMTV – é ou não culpada.

Se o rapaz continuar a negar a relação, o mais certo é que o inquérito disciplinar seja arquivado. Isto porque será difícil fazer outro tipo de prova.

Tal só seria possível se existisse um inquérito-crime. Mas para isso acontecer, os pais do aluno têm de apresentar queixa, pois o crime de ato sexual com adolescente é semipúblico. Nessas circunstâncias, a Polícia Judiciária será chamada a investigar e poderá, por exemplo, analisar os telemóveis da professora de Físico-Química e do aluno, para averiguar o tipo de comunicações realizadas.

Até ao final do dia de ontem, a Inspeção-Geral da Educação e da Ciência não tinha ainda nomeado o instrutor que terá de ouvir a docente e o aluno. A professora nega ter mantido uma relação com o aluno, mas admite que possa despertar algum interesse nos menores. "Sei que desperto interesse nos alunos. É normal nestas idades. Muitas vezes não levo saltos altos nem camisolas de alças para a escola já para evitar certas situações. Mas sempre fui respeitada e exigi respeito", disse ao CM.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)