Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Obama saúda "paixão e determinação" de Malala

A adolescente escreveu a autobiografia "I Am Malala" ("Eu Malala", em português), que está publicado em Portugal.
10 de Outubro de 2014 às 21:14
Presidente norte-americano, Barack Obama, já foi laureado com o Prémio Nobel da Paz
Presidente norte-americano, Barack Obama, já foi laureado com o Prémio Nobel da Paz FOTO: Michael Reynolds/EPA

O Presidente norte-americano, Barack Obama, saudou esta sexta-feira "a paixão e a determinação" da adolescente paquistanesa Malala Yousafzai, sobreviveu a um ataque de talibãs paquistaneses e que partilhou o Nobel da Paz com o indiano Kailash Satyarthi.

"Apenas com 17 anos, Malala inspirou pessoas no mundo inteiro", sublinhou o presidente norte-americano, ele próprio laureado com o Prémio Nobel da Paz, num comunicado divulgado esta sexta-feira. Ao escolher as duas personalidades, o Comité Nobel lembra urgente necessidade "de proteger os direitos e as liberdade de todos os jovens", concluiu Obama.


A 9 de outubro de 2012, Malala Yousafzai sobreviveu a um ataque de talibãs paquistaneses, que a balearam na cabeça. Após ser operada no Paquistão, a jovem foi levada para o Reino Unido para receber tratamento, onde permanece para continuar a sua educação em segurança. A 10 de outubro de 2013, a adolescente foi distinguida com o Prémio Sakharov para a liberdade de pensamento, um galardão atribuído pelo Parlamento Europeu que reconhece personalidades que lutam contra a intolerância, o fanatismo e a opressão.

Barack Obama Malala Yousafzai Prémio Nobel da Paz Paquistão
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)