Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Obras nos sinos de Mafra custam 2,5 milhões

Valor avançado por peritos europeus.
6 de Março de 2015 às 13:09
Mafra
Mafra FOTO: João Miguel Rodrigues

Especialistas europeus, que em outubro visitaram o Palácio de Mafra, definiram em 2,5 milhões de euros o montante necessário para reabilitar os sinos e carrilhões daquele monumento, conclui o relatório da organização europeia do património, Europa Nostra, esta sexta-feira divulgado.

O plano de ação, esta sexta-feira divulgado pela Europa Nostra e pelo Instituto do Bando Europeu de Investimento, a que a agência Lusa teve acesso, aponta para os 2,5 milhões de euros o restauro daquele património, considerado um dos sete monumentos mais ameaçados da Europa.

Aquelas entidades, em nota de imprensa, assumem não só "disponibilidade de financiamento", como também apontam a necessidade de uma intervenção para decorrer "a partir do final de 2015 e até meados de 2017, altura em que se celebra o 300º aniversário do início da construção do Palácio".

"Este é um investimento relativamente modesto, que pode ter um impacto real no reforço do interesse do Palácio Nacional de Mafra como um destino de referência no património cultural. Permitirá que os sinos possam ser devidamente fixados e voltem a ser usados, potenciando o seu valor. É portanto considerada uma iniciativa muito interessante e necessária ", concluiu no relatório o coordenador e consultor técnico do Instituto do Banco Europeu de Investimento, Peter Bond.

Palácio de Mafra Europa sinos
Ver comentários