Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

OCDE quer professores a ensinar os colegas

Resultados dos alunos melhoram quando docentes mais qualificados são tutores dos outros.
Bernardo Esteves 31 de Março de 2017 às 08:38
Relatório da OCDE defende que alterações na forma de trabalhar dos professores são decisivas para preparar alunos
Relatório da OCDE defende que alterações na forma de trabalhar dos professores são decisivas para preparar alunos FOTO: Jupiter Images
A profissão docente "precisa de passar por uma profunda transformação para preparar os estudantes para as novas sociedades em que vão viver e trabalhar", defende um relatório da OCDE ontem divulgado.

Apesar dos investimentos e reformas feitos nos últimos 15 anos, "a maioria dos sistemas educativos não melhorou os resultados nem preparou melhor os alunos para um Mundo em mudança".

O relatório defende que introduzir mudanças na profissão docente "deve ser a prioridade para mudar o sistema educativo e adaptá-lo à nova realidade".

Uma das alterações defendidas passa por pôr os professores a colaborar mais uns com os outros, inclusive com tutorias em que docentes mais capacitados apoiam os colegas. Segundo a OCDE, estudos demonstraram que estas tutorias têm consequências positivas nos resultados dos alunos.

"É preciso criar estruturas em que professores com mais competências são identificados, sendo-lhes atribuídas funções específicas de treino de outros professores, e também ambientes mais informais em que os professores aprendem uns com os outros", pode ler-se no relatório intitulado ‘Capacitar os professores para promoverem mais igualdade e obterem melhores resultados’.

Segundo o documento, as tutorias podem consistir "na oferta de conselhos específicos sobre como melhorar o ensino, no fornecimento de materiais para estudo, numa avaliação recíproca do trabalho e na partilha de conhecimentos e competências profissionais".

Numa recente passagem por Lisboa, Andreas Schleicher, da OCDE, afirmou que os professores portugueses "trabalham isolados".

O relatório nota ainda que "a qualidade da educação" passou a ser o foco, em vez do acesso à mesma, em linha com os objetivos da ONU de "garantir educação de qualidade inclusiva e equitativa para todos".
OCDE professores colegas ensino educação alunos docentes tutores
Ver comentários