Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Ordem dos Enfermeiros não recomenda a vacinação universal de crianças entre os 5 e os 11 anos

OE sublinha que os benefícios de saúde individuais decorrentes da vacinação de crianças saudáveis serão "limitados", face aos dados conhecidos até ao momento.
25 de Novembro de 2021 às 11:35
Ordem dos Enfermeiros
Ordem dos Enfermeiros FOTO: Vítor Mota

A Ordem dos Enfermeiros não recomenda a vacinação universal de crianças entre os 5 e os 11 anos, sublinhando que os benefícios de saúde individuais decorrentes da vacinação de crianças saudáveis serão "limitados", face aos dados conhecidos até ao momento.

Em comunicado enviado pela OE à Diretora-Geral de Saúde, Graça Freitas, a Ordem considera que a prioridade se deve centrar no processo de vacinação de pessoas com idade maior ou igual a 18 anos da forma mais célere possível.

A OE recorda ainda que todos os estudos indicam que "ao vacinar adultos se reduz o risco de exposição das crianças e adolescentes". Além disso, o Comité do Medicamento de Uso Humano da EMA "ainda não reuniu consenso quanto à utilização de alguma ou algumas das vacinas disponíveis nas crianças", acrescenta.

Pelo facto de a Covid-19 ser geralmente uma doença leve em crianças, com menos de 2% das crianças sintomáticas a necessitar de internamento hospitalar, a OE refere que é preferível "aguardar por uma maior evidência científica quanto aos custos-benefícios a médio e a longo prazo".

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Enfermeiros Ordem dos Enfermeiros saúde profissionais de saúde crianças vacinação pandemia Covid-19
Ver comentários