Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Ordem dos Médicos contra obrigatoriedade da 'app' StayAway Covid

OM avança que obrigatoriedade coloca em causa questões éticas fundamentais.
Lusa 18 de Outubro de 2020 às 10:13
Ordem dos Médicos
Ordem dos Médicos FOTO: João Santos
A Ordem dos Médicos está contra a obrigatoriedade da instalação da aplicação StayAway Covid por não existir evidência científica de que a sua utilização contribua para a diminuição da incidência de covid-19.

"A aplicação StayAway Covid só tem utilidade em complementaridade com outras medidas de controlo da pandemia e o seu interesse é escasso isoladamente. Não existe evidência científica robusta de que a sua utilização possa contribuir de forma significativa para diminuir a incidência da covid-19", justifica em comunicado a Ordem dos Médicos.

E acrescenta que "a obrigatoriedade da sua instalação, utilização e respetiva fiscalização, coloca em causa questões éticas fundamentais subjacentes à vivência de um estado democrático, ao não preservar a confidencialidade e proteção de dados pessoais, e ao interferir com liberdades fundamentais e direitos individuais, que todos queremos proteger".

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
StayAway Covid Ordem dos Médicos saúde covid-19 coronavírus doença saúde
Ver comentários