Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Pais de crianças até 12 anos com faltas justificadas e apoio de 66% do vencimento

Governo decidiu encerrar todas as atividades letivas a partir de sexta-feira.
Lusa 21 de Janeiro de 2021 às 15:05
Família xxx
Família xxx FOTO: Freepik
Os pais de crianças até 12 anos terão direito a faltas justificadas ao trabalho e a um apoio idêntico ao que foi dado na primeira fase do confinamento, em março, disse esta quinta-feira o primeiro-ministro.

O anúncio do primeiro-ministro, António Costa, foi feito após a reunião do Conselho de Ministros que decidiu encerrar todas as atividades letivas a partir de sexta-feira, durante 15 dias, devido à evolução da pandemia de covid-19.

Neste quadro, são adotadas medidas para apoiar famílias com crianças com idade igual ou inferior a 12 anos, disse António Costa.

Os pais "terão faltas justificadas ao trabalho, se não estiverem em teletrabalho, e um apoio idêntico ao que foi dado na primeira fase do confinamento", que corresponde a 66% da remuneração, adiantou o primeiro-ministro.

No confinamento de março, entre as medidas avançadas esteve um apoio financeiro para os pais que têm de faltar ao trabalho para ficar em casa com os filhos menores de 12 anos devido ao encerramento das escolas.

O apoio correspondeu a dois terços da remuneração base, pago em partes iguais pela entidade empregadora e pela Segurança Social.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
António Costa Covid-19 política governo (sistema) executivo (governo) questões sociais
Ver comentários