Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Lagarta pode levar à morte

Pais querem cortar pinheiro com lagarta que provoca alergias.
Tiago Griff 24 de Fevereiro de 2015 às 08:14
Equipa de desinfestação esteve ontem na escola
Equipa de desinfestação esteve ontem na escola FOTO: Luís Costa

Uma praga de ‘lagartas processionárias’ num pinheiro está a criar reações alérgicas às crianças da EB 1 de Santa Bárbara de Nexe, em Faro. Os encarregados de educação querem que a árvore seja retirada.

Todos os anos, um pinheiro com mais de 50 anos, situado no recreio desta escola, é tratado com químicos para evitar que as ‘lagartas processionárias’ façam ninho, mas nem sempre o tratamento é totalmente efetivo. O resultado são lagartas que ficam espalhadas pela escola e que, em contacto com a pele das crianças, criam reações alérgicas, problemas respiratórios e, em casos extremos, até a morte.

"Não culpamos ninguém, mas já vimos que não é com tratamentos que a praga pára. Precisamos que os responsáveis tomem soluções definitivas", disse ao CM Orlando Martins, encarregado de educação de um dos alunos afetados, assumindo que há pais que estão de acordo com a remoção da árvore.

Ver comentários