Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Papa Francisco expressa que solidão dos jovens é "um pecado social"

Discurso feito pelo Sumo Pontíficie perante 300 jovens.
Lusa 19 de Março de 2018 às 23:31
Papa Francisco
Papa Francisco
Papa Francisco
Papa Francisco
Papa Francisco
Papa Francisco
Papa Francisco
Papa Francisco
Papa Francisco
O papa Francisco definiu esta segunda-feira como "um pecado social" a solidão da juventude, durante o discurso de abertura da reunião pré-sinodal, que decorre no Vaticano até sábado e que conta com a participação de 300 jovens.

Francisco falava na abertura deste encontro preparatório para o Sínodo dos Bispos, que se realizará em outubro, e pediu aos participantes, católicos, de outras religiões ou não-crentes, que falem livremente.

Perante os 300 jovens de todo o mundo, entre os quais três portugueses, o papa Francisco disse que "muitas vezes os jovens são deixados entregues a si" e que, "por vezes, são obrigados a implorar empregos que não lhes garantem o futuro".

Na sua intervenção abordou ainda os números do desemprego em alguns países europeus e o risco da falta de atenção aos jovens, considerando que isso os poderá levar à "depressão, dependência e suicídios" ou "até mesmo a se juntarem ao grupo Estado Islâmico para encontrarem significado para as suas vidas".

Francisco considerou que "este é um pecado social e que a sociedade é responsável por isso".

O papa argentino explicou que conseguiu ler algumas das respostas ao questionário divulgado através da Internet para que os jovens pudessem expressar as sua ideias e que ficou surpreso com uma das respostas dos jovens a pedir que os adultos estejam disponíveis para ajuda-los a tomar decisões importantes.

Para Jorge Bergoglio, o Sínodo de outubro próximo será "um chamado à Igreja para descobrir um dinamismo renovado da juventude" e insistiu que "a Igreja também tem que aprender novas formas de presença e proximidade".

Com esta intervenção começaram os trabalhos desta reunião, de onde surgirá um documento para ser trabalhado pelos bispos em outubro.

Nestes dias, os 300 jovens dos cinco continentes, representantes de movimentos e voluntários eclesiais, outras denominações cristãs e outras religiões, bem como crianças provenientes de situações delicadas, como a prisão ou a dependência de drogas, reunem-se em grupos por idioma.

Além disso, foram criados grupos no Facebook para que qualquer pessoa entre 16 e 19 anos possa participar nos debates, foram lançaram várias tags do Twitter associadas a essa reunião para que os jovens também se possam expressar nessa rede social.
papa francisco solidão jovens pecado social
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)