Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Papa Francisco reza em Roma à Senhora de Fátima

Peregrinação de outubro junta milhares de fiéis no Santuário de Fátima. D. António Marto, bispo de Leiria-Fátima, criticou a falta de "empenhamento e solidariedade" da Europa.
13 de Outubro de 2013 às 01:00
A procissão das velas juntou milhares em Fátima
A procissão das velas juntou milhares em Fátima FOTO: rui miguel pedrosa

De joelhos, lágrimas a rolar pelo rosto, percorria, lentamente, a passadeira do santuário. O filho, de ano e meio, seguro firmemente nos braços e encostado ao corpo. Andreia Sousa concluiu ontem a jornada a Fátima, que fez a pé desde Aveiro e movida pela fé. A última esperança, explicou, que a ajudava a combater o desespero. Com apenas 25 anos está sozinha, com o filho, e sem emprego. O marido, contou, já com um sorriso de dever cumprido no rosto, foi obrigado a emigrar, à procura de vida melhor que ajude a família a sobreviver aos tempos de crise. "É um sofrimento muito grande estar sozinha cá e sabê-lo sozinho lá, sabe Deus em que condições".

Andreia chegou ao santuário momentos antes de António Marto, bispo de Leiria-Fátima, falar aos jornalistas e criticar "a falta de empenhamento e solidariedade da Europa" que, considera o bispo, "quer ser referência para o Mundo mas mostra-se impotente face aos problemas".

Por isso, António Marto considerou importante a iniciativa do papa Francisco, hoje, de consagração do Mundo a Nossa Senhora. "Não é um ato de piedade, antes a firme convicção de que Nossa Senhora está aberta às necessidades, sobretudo quando os homens se mostram distraídos de Deus e dos seus apelos". E, principalmente, "quando as nuvens escuras ameaçam".

As cerimónias da peregrinação aniversária são presididas pelo cardeal Tarcísio Bertone, secretário de Estado do Vaticano. Nas palavras que dirigiu ontem à noite aos milhares que se concentraram no recinto do santuário, sublinhou que Fátima "chama-nos à solidariedade com todos, como pedras vivas", considerando que "o Mundo do futuro precisa do tesouro da fé, que os cristãos, há dois mil anos, se esforçam por viver e transmitir".

Fiéis saúdam imagem em Roma

Dezenas de milhares de fiéis saudaram ontem a imagem da Nossa Senhora de Fátima que percorreu a praça de São Pedro, no Vaticano, no âmbito da Jornada Mariana do Ano da Fé. A imagem foi enviada ao Vaticano a pedido do papa Bento XVI, desejo reafirmado pelo atual pontífice. A imagem, antes da procissão na praça de São Pedro, esteve na residência do papa emérito Bento XVI e em seguida na Casa de Santa Marta, onde reside o papa Francisco.

Dirigindo-se aos fiéis, Francisco assegurou que "sofre" quando vê que na Igreja e nas organizações eclesiásticas se reduz o papel das mulheres apenas à "servidão". Francisco considera que existem "dois perigos sempre presentes", sendo um o de "reduzir a maternidade a um papel social, a um dever, ainda que nobre, mas que não ajuda a construir plenamente a comunidade" e o outro, de "promover uma espécie de emancipação que abandona o feminino e os valiosos rasgos que o caracterizam".

Hoje, a imagem da Nossa Senhora regressa às 08h00 à praça de São Pedro, onde às 10h00 é rezado o Rosário, seguido de uma missa presidida pelo papa Francisco.

Clique na imagem para ver a peça da CMTV sobre a peregrinação a Fátima

Fátima Vaticano praça de São Pedro Andreia Sousa D. António Marto António Marto peregrinação
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)