Parceiros sociais voltam a discutir aumento do salário mínimo para 2019

Governo já assumiu que 600 euros é "um ponto de partida".
Por Lusa|07.12.18
  • partilhe
  • 0
  • +

O aumento do salário mínimo em 2019 volta esta sexta-feira à Concertação Social, tendo o Governo assumido que 600 euros é "um ponto de partida" e que não se oporá a um valor superior desde que haja acordo entre parceiros sociais.

O montante previsto para o próximo ano no programa do Governo é de 600 euros, mas as centrais sindicais reclamam uma subida dos atuais 580 euros para 615 euros, no caso da UGT, e para 650 euros, do lado da CGTP.

Porém, do lado das confederações patronais, tanto a CIP -- Confederação Empresarial de Portugal, como a Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP) têm defendido que não há condições para as empresas suportarem um valor acima de 600 euros devido à elevada carga fiscal.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!