Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Parto em ambulância na Via de Cintura Interna


Tiago, de 19 anos, fez ontem o primeiro parto em quatro anos de serviço nos Bombeiros Portuenses. "Vi a cabeça da bebé a sair e de repente ela caiu-me nos braços", contou ao CM o jovem bombeiro, ainda emocionado com a experiência. Mãe e filha estão bem e agradecem a ajuda do Tiago.

10 de Maio de 2009 às 00:30
Jorge (à esq.) recebeu a chamada da mãe e Tiago fez o parto
Jorge (à esq.) recebeu a chamada da mãe e Tiago fez o parto FOTO: Miguel Pereira

"Recebi a chamada às 10h20 e disseram logo que as águas já tinham rebentado, mas nunca pensei que fosse ter a bebé na ambulância", disse Jorge Santos, o colega que seguia na ambulância.

Quando a viatura dos voluntários chegou à rua de Ramalde do Meio, a grávida, de 36 anos, já estava com contracções. Os bombeiros comunicaram ao INEM a situação e foi-lhes mandado seguir viagem para o Hospital de Santo António – a unidade de saúde mais próxima.

Mas a pequena Ângela, com 2,8 quilos, não esperou e, em plena VCI, Tiago deu ordem para que a ambulância encostasse à berma.

"Foi tudo muito rápido, embrulhei a menina num lençol esterilizado porque não cortámos o cordão umbilical. Segurei-a nos braços junto à mãe até chegarmos às Urgências, onde estava uma equipa à nossa espera. Correu tudo bem", explicou Tiago, orgulhoso. Os colegas da corporação garantem que ele "ainda estava branco" quando chegou ao quartel.

"Os pais agradeceram-me muito", rematou Tiago, feliz por ter ajudado a Ângela e a mãe e diz que gostaria de voltar a ver a bebé.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)