Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Pedem bênção para ter trabalho

Preocupados com o desemprego, centenas de estudantes finalistas pediram ajuda divina.
27 de Maio de 2013 às 01:13

A convicção de que a bênção das pastas académicas pode ajudar a garantir um futuro profissional promissor levou ontem centenas de finalistas da Universidade de Coimbra à Sé Nova. A cerimónia, em que participaram familiares e amigos, marca o fim de um ciclo.

Prestes a entrarem no mercado de trabalho, os estudantes estão preocupados com o futuro. Temem sobretudo o desemprego. "Não conseguir arranjar trabalho é o que mais me assusta", reconhece Andreia Aires, 20 anos, finalista de Geografia. A mãe, Rosália Aires, também está apreensiva, mas diz que, se a filha tiver de sair do País, "será sempre apoiada".

Durante a cerimónia, o bispo de Coimbra, D. Virgílio Antunes, falou da "luta feroz pela conquista do trabalho e das condições de vida" que marcam a atualidade e desafiou os estudantes a apostarem na diferença: "É num Mundo difícil e numa sociedade dominada por contravalores que podeis marcar a diferença, se quereis deixar o Mundo melhor do que o encontrastes."

Enquanto no interior da catedral os estudantes erguiam as pastas e agitavam as fitas durante a bênção, no largo da Sé Nova milhares de familiares e amigos acompanharam a missa através de um ecrã gigante.

Coimbra cerimónia bênção das pastas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)