Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Porto: Assembleia Municipal discute reorganização das freguesias

A Assembleia Municipal do Porto discute na segunda-feira a reorganização das freguesias da cidade, sendo que o PSD e o CDS querem reduzir as actuais 15 para seis e sete, respectivamente, e a CDU contesta quaisquer extinções.

7 de Julho de 2012 às 18:45
"Tem que haver uma fundamentação técnica do reagrupamento das freguesias", diz Manuel Pizarro
'Tem que haver uma fundamentação técnica do reagrupamento das freguesias', diz Manuel Pizarro FOTO: Jorge Paula

O presidente da Concelhia do PS do Porto, Manuel Pizarro, sustentou em declarações à Lusa que "este processo tem de ser feito de baixo para cima, com grande envolvimento das pessoas, e não na base de regras nacionais cuja adaptação a cada município gera desigualdades ainda maiores do que as que já hoje existem".

"Tem que haver uma fundamentação técnica do reagrupamento das freguesias. Não pode ser uma mera decisão política", o que vai levar o PS a "insistir", na assembleia municipal, que a Câmara encomende à Universidade do Porto um "estudo técnico simples, que ajude a fundamentar um debate político sobre a fusão de freguesias".

O partido reuniu-se entretanto, recentemente, com o PSD e o CDS, a pedido destes, para falar sobre o assunto e eventualmente chegar a um acordo e manifestou a sua "disponibilidade para o diálogo", disse à Lusa o deputado municipal Gustavo Pimenta.

A proposta do PSD mantém Paranhos, Campanhã e Ramalde, cria uma grande freguesia no centro histórico, fundindo Santo Ildefonso, Bonfim, Sé, Miragaia, S. Nicolau, Vitória e Miragaia, junta Lordelo do Ouro e Massarelos numa única freguesia e faz o mesmo com Aldoar, Nevogilde e Foz.

A proposta que o CDS vai defender aponta para sete freguesias no Porto, em vez das 15 atuais: mantém Paranhos, Campanhã, Ramalde e Lordelo do Ouro, agrega as quatro freguesias do centro histórico com Santo Ildefonso e Bonfim e, tal como PSD, funde Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde.

O Bloco de Esquerda "rejeita frontalmente qualquer agregação, fusão ou extinção das freguesias de Porto, sem que primeiro seja dada voz aos eleitores e à população das freguesias".

 

freguesias assembleia municipal manuel pizarro reorganização extinção
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)