Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Porto: Grita-se “o povo é quem mais ordena"

Milhares de pessoas, desde crianças a idosos, estão este sábado reunidas em protesto na Praça da Batalha, no Porto, onde cerca das 16h00 se pôde ouvir o grito "Que se lixe a 'troika', o povo é quem mais ordena".
2 de Março de 2013 às 16:24

Mais perto da hora certa, juntou-se ao protesto principal a 'maré da Educação', que marchou desde as instalações da antiga DREN, com um conjunto de gaitistas de foles que tocavam a "Grândola, Vila Morena".

Esta não será a última vez que o tema de Zeca Afonso será ouvido, estando a letra a ser distribuída pelos manifestantes no Porto, para que seja cantada às 18:30.

Em frente ao cinema Batalha, há pouco espaço para que as pessoas se consigam movimentar tal é a concentração de manifestantes.

"Fora do Governo", "Cortes? Só se for para cortar a 'troika' às postas" ou "Troika nunca mais, Portugal sempre" são algumas das frases que se podem ler nos cartazes envergados pelos presentes.

Além de grupos como os antigos trabalhadores da Cerâmica de Valadares, encontravam-se casais como Susana Costa e Agostinho Sousa, administrativos de 46 e 51 anos respetivamente, que decidiram juntar-se à manifestação por quererem dar o seu "contributo para a indignação".

"Porque somos trabalhadores, pais, portugueses e estamos a regredir em todos os sentidos e não se justificam os meios que estão a ser usados para atingir os fins", disse à Lusa Susana Costa, de Espinho. Depois das intervenções, o protesto seguirá para a Avenida dos Aliados.

protesto troika manifestação Zeca Afonso
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)