Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Portugal avança com compra de vacinas contra a varíola dos macacos

Esta quarta-feira foram confirmados mais 10 casos de infeção pelo vírus ‘monkeypox’ em Portugal.
Francisca Genésio e Rita Monteiro 25 de Maio de 2022 às 22:21
Varíola dos Macacos
Varíola dos Macacos FOTO: Getty Images

Portugal vai avançar com a compra de vacinas contra a varíola, para tentar travar a propagação da varíola dos macacos, juntando-se assim à União Europeia, já que a aquisição vai ser feita de forma centralizada. 

O secretário de Estado e Adjunto da Saúde, Lacerda Sales, revelou esta quarta-feira que o País dispõe de vacinas, assim como de antivirais para o tratamento, mas defendeu a necessidade de compra de mais unidades "para a reserva estratégica de medicamento". 

A confirmação de aquisição, por parte da Direção-Geral da Saúde (DGS), surge depois de esta quarta-feira terem sido confirmados mais 10 casos de infeção pelo vírus ‘monkeypox’ em Portugal, elevando para 49 o número total de pessoas infetadas com a varíola dos macacos. Todos os casos confirmados são de indivíduos do sexo masculino e a maioria das infeções foram registadas em Lisboa e Vale do Tejo.

Há, também, infeções nas regiões Norte e Algarve. "Todos os casos confirmados são de homens entre os 26 e os 61 anos, tendo a maioria menos de 40 anos", adianta a DGS.

Gustavo Tato Borges, presidente da Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública, diz que "não há razão para alarme neste momento". "É a evolução expectável porque Portugal é proativo na identificação dos casos. Não é uma situação que está descontrolada mas merece a nossa atenção", refere o especialista.

União Europeia Portugal Vacinas DGS saúde questões sociais doenças
Ver comentários
}