Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Portugal com 92 casos da variante indiana da Covid-19. Intensivos já estão quase a 30% do valor crítico

Relatório de monitorização das 'linhas vermelhas' da DGS alerta também para índice de transmissibilidade em Lisboa (1,12) mais alto do que no resto do País (1,07).
Correio da Manhã 11 de Junho de 2021 às 20:52
Coronavírus
Coronavírus FOTO: Direitos Reservados
Portugal registou mais 18 novos casos da variante indiana da Covid-19, revela o mais recente relatório de monitorização das 'linhas vermelhas' da Covid-10, elaborado esta sexta-feira pelo INSA e pela DGS, relativo à última semana. No total são já 92 os casos em solo nacional de infeção pela chamada variante 'Delta', originária da Índia.

A proporção de testes positivos para a Covid-19 foi de 1,6, valor que se mantém abaixo do limiar definido de 4%. Observa-se um decréscimo do número de testes para deteção do coronavírus realizados nos últimos sete dias, para o qual contribuiu o feriado do dia 3 de junho, e aumento da positividade, diz a DGS e o INSA.

Foram identificados, por confirmação laboratorial, 111 casos da variante Beta (B.1.351 ou associada à África do Sul), 142 casos da variante Gamma (P.1 ou associada a Manaus, Brasil) e 92 casos da linhagem Delta (B.1.617.2 ou associada à Índia). Existe transmissão comunitária de todas as variantes sendo que da indiana é mais evidente na região de LVT.

"Observa-se transmissão comunitária de moderada intensidade e reduzida pressão nos serviços de saúde. Dado o intervalo de tempo esperado entre o aumento do número de infeções e o número de internamentos em UCI, a tendência crescente deste indicador impõe cautela na vigilância do aumento da incidência, em especial na população sem esquema vacinal completo", termina a SGA.

A DGS alerta que a ocupação de camas em cuidados intensivos está próxima de 30% (29%), to total de 245 camas definido como a ocupação máxima e o valor crítico. "Mantendo-se esta taxa de crescimento, o tempo para atingir a taxa de incidência acumulada a 14 dias de 120 casos/100 000 habitantes será de 15 a 30 dias para o nível nacional, tendo sido ultrapassado esse limiar em LVT", explica a DGS.

A manter-se esta taxa de crescimento, o tempo para atingir a taxa de incidência acumulada a 14 dias de 120 casos por 100 mil habitantes será de 15 a 30 dias para o nível nacional, tendo sido ultrapassado esse limiar em Lisboa e Vale do Tejo, avisa a DGS.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Delta Portugal Covid-19 Covid-10 INSA Índia questões sociais variante linhas vermelhas desconfinamento
Ver comentários