Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Portugal perde 100 mil num ano

Redução de nascimentos e emigração explicam perda de população. Só para o Reino Unido partiram 25 mil portugueses no espaço de um ano
22 de Setembro de 2013 às 01:00
Falta de trabalho leva a que os jovens saiam cada vez mais tarde de casa dos pais
Falta de trabalho leva a que os jovens saiam cada vez mais tarde de casa dos pais FOTO: Mariline Alves

Portugal perde por dia 262 habitantes. Uma queda demográfica que representou uma redução da população de 10,6 milhões de habitantes em junho de 2012 para 10,5 milhões em junho deste ano, segundo os últimos dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

A queda da natalidade e a emigração explicam a perda de cem mil habitantes no espaço de um ano, valor que representa 1% da população e que é o mais alto observado entre os países da Zona Euro.

Em junho de 2013, nasceram no nosso país 39 913 bebés, menos 8,8% em relação aos 43 764 nascimentos ocorridos 12 meses antes. Esta descida representa menos 3851 bebés, de acordo com os dados provisórios apurados com base na informação registada nas conservatórias do Registo Civil.

Para a socióloga Beatriz Rocha Trindade, "a falta de perspetivas de trabalho para os jovens e para as mulheres é a principal razão para esta redução da natalidade, e também o aumento da emigração". "Criou-se uma situação de precariedade laboral para os mais jovens, que são contratados ao mês e chegam a ter atrasos na obtenção do salário de 3 a 4 meses. Quando reclamam o vencimento à entidade patronal, os jovens são confrontados com a ameaça de que não faltam ofertas para o seu posto de trabalho", referiu a investigadora. "É uma situação de ataque indiscriminado aos direitos laborais que não se pode fazer e que tem duras consequências demográficas", acrescenta Beatriz Rocha Trindade.

Segundo a especialista, "os jovens acabam por ir ficando na casa dos pais". A natalidade surge cada vez mais tarde, e a exploração do mercado de trabalho dita para muitos a emigração como solução.

Para o estrangeiro partem cerca de cem mil por ano. Dados da Segurança Social do Reino Unido revelam a inscrição de 24 550 portugueses entre março de 2012 e março deste ano. 

CLIQUE NA IMAGEM E VEJA O VÍDEO DA CMTV

nascimentos emigração demografia população natalidade
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)