Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Portugal quer cooperar com Timor na educação

O ministro da Educação, Nuno Crato, disse esta terça-feira, em Díli, onde chegou para uma visita oficial de cinco dias, que Portugal está muito empenhado em cooperar com Timor-Leste em vários aspectos da educação.
24 de Janeiro de 2012 às 09:57
Ministro Nuno Crato
Ministro Nuno Crato

"Estamos aqui para aprender, para ajudar no que pudermos ajudar. Como  sabem, Portugal está muito empenhado em cooperar com Timor em vários aspetos  da educação e esperemos que isto seja mais um passo que se desenvolva ao  longo de muito tempo", afirmou o ministro da Educação português.

Nuno Crato falava numa receção no Ministério da Educação de Timor-Leste,  durante a qual o seu homólogo timorense, João Câncio, lembrou que "os portugueses  foram os primeiros a trazer a educação" para o país.

Recordando que este ano se comemoram os 500 anos da chegada dos portugueses  a Timor-Leste, o ministro da Educação timorense disse que foi aquela presença  que definiu a história do país, bem como a identidade.

"Definiu-nos uma história, uma identidade e felizmente hoje não somos  parte das 17 mil ilhas de constituem a Indonésia", sublinhou.

Durante a sua estada em Timor-Leste, o ministro da Educação de Portugal  vai ter um encontro com o vice-primeiro-ministro, José Luís Guterres, com  o bispo de Baucau, Basílio do Nascimento, e inaugurar escolas de referência  em Ermera, Baucau, Same, Maliana e Oecussi.

Na quarta-feira, Nuno Crato dará uma palestra na Universidade Nacional  de Timor-Leste.

A presidente do Instituto Camões, Ana Paula Laborinho, acompanha o ministro  da Educação durante a visita a Timor-Leste.

A cooperação entre os dois países no setor da educação assenta na criação  de uma rede de escolas de referência, no âmbito do ensino básico e secundário,  em apoio à Universidade Nacional do país e na colaboração no sentido de  prestar apoio técnico ao Ministério da Educação timorense.

A Universidade Católica Portuguesa, Universidade do Minho e Universidade  de Aveiro ajudaram Timor-Leste a elaborar os programas curriculares.

Portugal tem também prestado apoio a Timor-Leste no âmbito do ensino  técnico profissional, na criação de uma rede de bibliotecas escolares e  na atribuição de bolsas de estudo a timorenses.

timor ministro nuno crato visita cooperação ministério
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)