Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

“Tenho sorte de poder trabalhar”: Portuguesa na Austrália conta experiência durante pandemia

Carina Dias vive em Perth e conta que há pessoas que já perderam o trabalho.
Vanessa Fidalgo 5 de Abril de 2020 às 10:07
Carina Dias
Carina Dias FOTO: Direitos Reservados

Carina Dias é portuguesa mas vive em Perth, no sudoeste da Austrália, onde está há cerca de uma semana em teletrabalho.

"É muito diferente trabalhar a partir de casa, até porque tenho um filho de cinco anos que tenho também de ir ajudando a fazer os trabalhos de casa. Trabalho num escritório ligado à construção civil, e tenho sorte de poder ir trabalhando em casa porque há outros que já perderam o trabalho...", conta ao Correio da Manhã.

Na terra dos cangurus, as medidas contra a propagação do vírus também impuseram várias restrições à população. "Até agora, quem entrava tinha de ir para um hotel fazer obrigatoriamente quinze dias de quarentena mas agora vão fechar a fronteira Oeste. Nós também já não podemos sair para o Sul, nem para Este. As escolas iam entrar em férias na próxima semana, mas na semana passada começaram logo a pedir aos pais para não levarem as crianças", relata.

Ir às compras é outro pesadelo: "Não há farinha, massa, comida enlatada, papel higiénico, álcool... As pessoas compraram tudo e é bastante difícil arranjar o que é preciso", enumera. Ao filho de cinco anos é que é mais difícil explicar porque é que não pode sair de casa ou ir ver os avós.

"Como se explica isto a uma criança? Vou tentando entretê-lo com os trabalhos da escola, com legos e com coisas que vou comprando para ele desenhar e pintar." Carina ainda não pensou bem no que irá fazer no dia em que a crise acabar e puder finalmente sair à rua: "Talvez ir beber uma cerveja a qualquer lado e levar o meu filho ao parque."

Austrália questões sociais coronavírus portuguesa coronavírus
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)